terça-feira, 25 de agosto de 2015

Alyson Stoner lança a sua versão para Love Myself

A atriz de Camp Rock que também é cantora e dançarina e pelo que eu saiba, nunca se encontrou pessoalmente com a Hailee, Alyson Stoner, lançou a sua versão para Love Myself,  hit-grude que lançou a carreira musical da atriz consagrada por Pitch Perfect 2. E com direito a clipe.

E o que eu achei? Vejamos... A gente gosta da Alyson, mas temos que reconhecer que a versão é um pouco inferior. De 1 a 10 a nota é 6. Como cantora, Alyson não deixa a desejar, pois a sua voz é muito bonita. Na música, a parte vocal cantada por Stoner é boa, não merecendo críticas. 

Mas a sua versão tem algumas falhas, como a falta de criatividade, um semi-amadorismo, um arranjo instrumental tosco e o fato de duetar com um cantorzinho ruim (dá para perceber que a voz dele foi tratada e um pouco robotizada), um tal de Leroy Sanchez. Um dueto que dá para perceber que é desnecessário, ficando melhor se Alyson estivesse sozinha.

A gravação de Stoner não tem a densidade da original de Hailee e fica meio presa ao hip-hop (Alyson é desse meio, na carreira musical), do contrário da versão original evidentemente inspirada na dance music europeia (até porque os produtores que trabalharam com Hailee foram os suecos do Mattman & Robin). 

O clipe é OK, esperado para um clipe de dançarinos, mas há momentos que soa meio cômico. Alyson, que é linda e provou em outras oportunidades que sabe ser naturalmente sensual, não explorou este seu lado sexy, preferindo mostrar dotes de dança que sugerem algo do tipo "sou do hip-hop e tenho orgulho disso". Como se Alyson estivesse fazendo propaganda de uma academia de ginástica ou de uma escola de dança "de rua". Enfim, o clipe, embora caprichado, não empolga tanto quanto o sensualíssimo clipe de Hailee que explora bastante a mensagem da música e também a incrível beleza e sensualidade da eterna Mattie Ross. 

Ficou a impressão que Alyson fez esse clipe mais para se divertir e pelo menos dá para ver que a diversão da bela atriz de Camp Rock é sincera e espontânea. Mas também fica a impressão de que só ela e  rapaz estão se divertindo, pois o clipe não consegue contagiar o clima de alegria mostrado (do contrário do clipe de Hailee que parece que foi feito em 3D, pois insere o expectador no cenário do clipe, de tão contagiante que é). Para quem viu sem fanatismo, o clipe de Stoner ficou parecendo que tudo não passou de uma agradável, mas simples brincadeira. Uma pena.

Alyson, a sua intenção foi boa, a homenagem a Hailee foi uma excelente ideia, mas temos que reconhecer que deixou um pouco a desejar. Alyson, você tem muito a mostrar (e isso é fato) e faltou aproveitar a oportunidade para que o seu melhor pudesse aparecer.

Mesmo assim você sempre é e será a nossa querida (Alyson está preparando algo realmente legal para os fãs, aguardem!) e espero um encontro entre você e a Hailee para que eu possa ver essas duas gatas juntas. E quem sabe, com uma ajudinha de Demi Lovato, que esteve com ambas, isso possa se concretizar e que haja um dueto com a criadora de Love Myself, onde você mostre que é capaz de criar algo bem melhor do que saiu hoje no Youtube.

Para quem quiser ver, aqui está o clipe. Não se influenciem por esta postagem que eu escrevi. Analisem, cada um como quiser, seguindo suas próprias impressões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.