quarta-feira, 30 de março de 2016

Regravação de "resposta" de Justin Bieber repercute bastante na mídia

Hailee conseguiu de forma meio diferente de virar assunto hoje. E por algo feito não nos EUA, país dela, mas bem longe, na Austrália, terra dos cangurus, colas e ornitorrincos. E o que Hailee fez tem mais a ver com estes últimos.

A versão dela para Love Yourself, suposta "resposta" a sua Love Myself foi muito bem elogiada, considerada por muitos melhor que a original. Sim, porque quem entende de música sabe que Bieber é um bravateiro (lembram o que ele veio fazer no Brasil?), um cara que quer usar a música para ficar famoso e se divertir, e claramente demonstra falta de vocação para isso. Melhor para ele ser um modelo masculino de alguma grife famosa. 

E nem precisamos de Bieber, pois temos Hudson Thames, Charlie Puth, Shawn Mendes  e principalmente Joe Jonas (curiosamente todos parceiros de Hailee), que passam facilmente a perna em Bieber, tendo mais talento, compromisso musical e condições de representar a juventude masculina na música comercial atual.

Steinfeld cantou a música novamente em sua apresentação intimista na sede australiana da Universal Music e não param de chover elogios a interpretação dela. Steinfeld tem demonstrado surpreendente vocação musical e mesmo cantando música comercial, se esforça em oferecer algo que seja um pouco melhor do que estamos acostumados a ouvir nas emissoras de rádio.

Já Bieber, suas tatuagens e seus amigos mal encarados do hip-hop... Hummm... Belas tatuagens, Mister Bieber! E que as fãs mais enlouquecidas da Hailee não tenha a péssima ideia de empurra-la a para ser próxima aventura amorosa do fedelho metido a galã.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.